segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Neoplasia Oral

Não existe quadro clínico característico. A sua evolução é lenta e, inicialmente, pouco dolorosa ou
indolor. Os sintomas mais comuns são odinofagia, disfagia, hemorragia, perdas inexplicáveis de dentes, desconforto oral,
trismo e otalgia. Ao exame físico, pode-se observar desde lesões com aspecto mucoso até vegetantes, estas últimas as mais
comuns, às vezes ulceradas e com infecções bacterianas concomitantes. A lesão mais frequente é uma úlcera endurecida.
Pode ser infiltrativa ou verrucosa. Quando exofítica pode não penetrar nos tecidos adjacentes, diferentemente das lesões
ulceradas que penetram precocemente em músculo, osso ou pele. A mandíbula e seu periósteo funcionam como barreiras
naturais à disseminação tumoral.

http://www.forl.org.br/pdf/seminarios/seminario_57.pdf

Hiperplasia do tecido fibroso interlobular


Hiperplasia do tecido fibroso interlobular. Formação de pseudolóbulos em que os hepatócitos neoformados reproduzem os lóbulos hepáticos sem organização trabecular regular e sem formação de veia centrolobular.

Hiperplasia ductal atípica


Na hiperplasia ductal atípica, encontramos alterações citoarquitetônicas características da atipia celular, como núcleos hipercromáticos, nucléolos evidentes, figuras de mitose, e relação citoplasma/núcleo reduzida. Alguns, mas não todos, os critérios diagnósticos para o carcinoma ductal in situ:
1. existência de uma população uniforme de células,
2. monotonia e regularidade no padrão arquitetural, que pode mostrar micropapilas ou espaços geométricos entre as células e
3. existência de núcleos hipercromáticos.

A hiperplasia ductal florida


A hiperplasia ductal florida também consiste num aumento do número de camadas de células epiteliais em um ducto. A diferença entre a hiperplasia ductal leve ou moderada e a hiperplasia ductal florida é que nesta as camadas de células ocupam mais de 70% da luz do ducto e “dilatam” os espaços envolvidos, mantendo um aspecto sólido ou papilar

NEOPLASIA (CARCINOMA INTRA DUCTOS DE MAMA)


Descrição:

1.
Processo Patológico Geral: Neoplasia Maligna
2.
Órgão ou Tecido: Mama
3.
Diagnóstico: Carcinoma Intraductos de Mama

Comentário: Ducto totalmente preenchido por células neoplásicas.

O carcinoma epidermóide


O carcinoma epidermóide ou epitelioma espinocelular, é um tumor maligno, constituído por proliferação de células da camada espinhosa, de caráter extremamente invasivo, podendo causar metástase. Ocupa cerca de 15% dos tumores epiteliais malignos, tendo origem freqüentemente na queratose solar ou actínica, leucoplasia, radiodermite crônica, queratose arsenical, xeroderma pigmentoso, úlceras crônicas e cicatrizes decorrentes de queimaduras ou de cicatrização por segunda intenção. Localizações mais comuns são um terço inferior da face, orelhas, lábio inferior, dorso das mãos, mucosa bucal e genitália externa, podendo, no entanto, ocorrer em qualquer outro lugar do corpo. As metástases podem ocorrer após meses ou anos, sendo mais freqüentes e precoces nos carcinomas das mucosas, dorso das mãos e cicatrizes de queimaduras.

Miastenia grave


A miastenia grave é uma doença auto-imune caracterizada pelo funcionamento anormal da junção neuromuscular que acarreta episódios de fraqueza muscular. Na miastenia grave, o sistema imune produz anticorpos que atacam os receptores localizados no lado muscular da junção neuromuscular. Os receptores lesados são aqueles que recebem o sinal nervoso através da ação da acetilcolina.Causa fraqueza e fadiga anormalmente rápida dos músculos voluntários. A fraqueza é causada por um defeito na transmissão dos impulsos dos nervos para os músculos. A doença raramente é fatal, mas pode ameaçar a vida quando atinge os músculos da deglutição e da respiração.

PSF OU ESF

O Programa Saúde da Família ou PSF, é um dos programas propostos pelo governo federal aos municípios para implementar a atenção básica. O PSF é tido como uma das principais estratégias de reorganização dos serviços e de reorientação das práticas profissionais neste nível de assistência, promoção da saúde, prevenção de doenças e reabilitação.
Atualmente, o PSF é definido com Estratégia Saúde da Família (ESF), ao invés de programa, visto que o termo programa aponta para uma atividade com início, desenvolvimento e finalização.
Enfim, ambos tem o mesmo sentido, ou seja da atenção as familias.

Hipertermia maligna


Hipertermia maligna é uma doença muscular hereditária, latente, potencialmente grave, de herança autossômica dominante, caracterizada por resposta hipermetabólica após exposição a anestésico inalatório, tais como, halotano, enflurano, isoflurano,ou exposição a um determinado relaxante muscular de nome succinilcolina.

Tipos de drogas


* Depressivas - diminuem a atividade cerebral e podem dificultar o processamento das mensagens que são enviadas ao cérebro. Exemplos: álcool, barbitúricos, diluentes, catamina, cloreto de etila ou lança perfume, clorofórmio, ópio, morfina, heroína, e inalantes em geral (cola de sapateiro e etc).

* Psicodistropticas ou alucinógenarias (drogas pertubadoras) – têm por característica principal a despersonalização em maior ou menor grau. Exemplos cogumelos, skunk (supermaconha) maconha, haxixe, LSD, psilocibina, chá de cogumelo, MDMA ou ecstasy e DMT.

* Psicotrópticas ou estimulantes - produzem aumento da atividade pulmonar, diminuem a fadiga, aumentam a percepção ficando os demais sentidos ativados. Exemplos: cocaína, crack, cafeína, teobromina (presentes em chocolates), GHB, metanfetamina, anfetaminas (bolinha, arrebite), PRACEMPA etc.

Programa da Saúde do Homem


No Brasil está crescendo cada vez mais os casos de doenças, por isso as campanhas estão se tornando mais frequentes, pois as necessidades de conbatê-las ou minimizá-las é necessária.

Por isso, com o grande aumento de doenças em homens, viu-se a necesidade de criar um programa voltado para ele, este que se preocupa muito mais com o trabalho do que com a sua saúde.

Além disso, não inventaram nenhum remédio anti-stress mais eficiente do que reservar um tempo para a pessoa cuidar de si mesmo.

Doação


É provável neste exato momento, que alguém esteja precisando receber uma transfusão de sangue. Por isso é que muitas campanhas são feitas, pois, nos hospitais e clínicas de todo o país são utilizadas cerca de 5.500 bolsas de sangue, por dia e a quantidade de pessoas que depende das doações de voluntários é enorme. Menos de 1,5% da população brasileira doa sangue regularmente e, pela falta de doadores anônimos e de amigos voluntários, muitas pessoas podem morrer. Mais informações visite o site: http://www.sitemedico.com.br/sm/materias/index.php?mat=78.

Mas afinal o que é doença?


Doença (do latim dolentia, padecimento) é uma condição anormal de um organismo que interfere nas funções corporais e está associada a sintomas específicos. Pode ser causada por fatores externos, como outros organismos (infecção), ou por disfunções ou mal funções internas, como as doenças autoimunes. A patologia é a ciência que estuda as doenças e procura entendê-las.

Resulta da consciência da perda da homeostasia de um organismo vivo, total ou parcial, estado este que pode cursar devido a infecções, inflamações, isquemias, modificações genéticas, seqüelas de trauma, hemorragias, neoplasias ou disfunções orgânicas.

SÍNDROME

A Síndrome são sinais e sintomas de causa desconhecida ou em estudos, que são classificados, geralmente com o nome do cientista que o descreveu.
O conjunto desses sinais e sintomas de mesma marcha evolutiva da síndrome, que ocorre por causas diversas, causa um estado mórbido e se repete na população, porém não caracterizam necessariamente uma só doença, mas um grupo de doenças.
Exemplos de Síndromes:
  • Síndrome de Down;
  • Síndrome de Edwards;
  • Síndrome de Patau;
  • Síndrome de Turner;
  • Síndrome de Klinefelter;
  • Síndrome de Sanfilippo;
  • Síndrome de Hunter;
  • Síndrome de Fanconi;
  • Síndrome de Wolf-Hirschhorn;
  • Síndrome de Williams...

Beber cerveja regularmente reduz o estresse...


O consumo regular e responsável de cerveja diminui o estresse e melhora a eficiência do metabolismo (conjunto de reações químicas que ocorrem no nosso corpo) em dietas ricas em gordura. A informação é de um estudo apresentado nesta sexta-feira (6) no Chile.O estudo demonstra que ratos de laboratório que tomaram quantidades de cerveja de acordo com os padrões internacionais de "consumo responsável" ficam menos estressados e metabolizam melhor os carboidratos. Segundo os pesquisadores, para uma pessoa adulta o consumo responsável é de duas latas ou 0,7 litro por dia.A pesquisa, desenvolvida entre agosto de 2008 e agosto de 2009, foi realizada em Santiago do Chile pelo Instituto de Ciências da Faculdade de Medicina Clínica Alemã-Universidade do Desenvolvimento, liderada por sua diretora, Paulette Conget.Para avaliar o efeito do estresse sobre os ratos, os pesquisadores deram a um grupo de animais dez gotas diárias de cerveja durante três meses e meio, enquanto outro grupo teve sua dieta normal mantida. Ao passarem por um estresse controlado depois desse período, os ratos que tinham consumido cerveja apresentaram menores níveis de excitação emocional que os que não haviam consumido.Já para analisar o efeito sobre o metabolismo, alguns ratos foram alimentados com uma dieta normal e outros com uma dieta rica em gordura, e a metade dos indivíduos de cada grupo recebeu dez gotas diárias de cerveja. Os ratos que consumiram a dieta rica em gordura e cerveja subiram menos de peso que aqueles que foram submetidos à mesma dieta, mas não ingeriram essa bebida alcoólica – apesar de o acesso a água e comida ser livre e sua atividade física ser a mesma.

Síndrome de Riley-Day


É uma doença hereditária que afeta a função sensorial e autonômica em muitos sistemas de órgãos. É transmitida como um traço autossômico recessivo que ocorre predominantemente na população de judeus europeus (judeus Ashkenazi).A insensibilidade à dor é característica da síndrome de Riley-Day e resultam em lesões que passam despercebidas ou lesões que poderiam não ter ocorrido, se a criança sentisse dor. As crianças não sentem as sensações normais que geralmente alertam uma lesão eminente, como olhos secos, pressão sobre pontos de compressão e fricção e arranhadura crônica.

CÂNCER: COMO SURGE?

Uma célula normal pode sofrer alterações no DNA dos genes. É o que chamamos mutação genética. As células cujo material genético foi alterado passam a receber instruções erradas para as suas atividades. As alterações podem ocorrer em genes especiais, denominados protooncogenes, que a princípio são inativos em células normais. Quando ativados, os protooncogenes transformam-se em oncogenes, responsáveis pela malignização (cancerização) das células normais. Essas células diferentes são denominadas cancerosas. As causas de câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo, estando ambas inter-relacionadas. As causas externas relacionam-se ao meio ambiente e aos hábitos ou costumes próprios de um ambiente social e cultural, As causas internas são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinadas, estão ligadas a capacidade de se defender das agressões externas. Esses fatores causais podem interagir de várias formas, aumentando a probabilidade de trasformações malignas nas células normais. De todos os casos, 80% a 90% dos cânceres estão associados a fatoresambientais. Alguns deles são bem conhecidos: o cigarro pode causar câncer de pulmão, a exposição excessiva ao sol pode causar câncer de pele, e alguns vírus podem causar leucemia. Outros estão em estudo, tais como alguns componentes dos alimentos que ingerimos, e muitos são ainda completamente desconhecidos. O envelhecimento traz mudanças nas células que aumentam a sua suscetibilidade à transformação maligna. Isso, somado ao fato de as células das pessoas idosas terem sido expostas por mais tempo aos diferentes fatores de risco para câncer, explica em parte o porquê de o câncer ser mais freqüente nesses indivíduos.Os fatores de risco ambientais de câncer são denominados cancerígenos ou carcinógenos. Esses fatores atuam alterando a estrutura genética (DNA) das células.O surgimento do câncer depende da intensidade e duração da exposição das células aos agentes causadores de câncer.

Principais genes que participam da formação de tumores

Anti-oncogenes e os oncogenes, são genes que participam da formação de tumores. Os anti-oncogenes ou genes supressores de tumores são recessivos, isto é, o efeito cancerígeno só aparece quando eles estão ausentes ou são defeituosos nos dois cromossomos do genoma, ao contrário os oncogenes são dominantes, e esses codificam proteínas e promovem a multiplicação desordenada das células, que se convertem em malignas. Basta uma cópia do oncogene no genoma para causar a transformação da célula normal em célula cancerosa. Os principais segmentos de DNA que participam do aparecimento de tumores são os anti-oncogenes e os oncogenes, sendo que os primeiros codificam proteínas que mantém as células G-zero e, portanto, fora do ciclo celular. Como exemplo podemos citar o gene RD, o p53, p16, BRCA1, BRCA2, APC e VHL. Os oncogenes são derivados de genes normais denominados proto-oncogene, que leva a célula a perder o controle sobre o ciclo mitótico, dividindo-se continuamente. Dentre os oncogenes, uns dos mais estudados é o oncogene ras, com suas variantes H-ras, K-ras e N-ras. Portanto são vários os fatores que levam o indivíduo a contrair um câncer, e o diagnóstico prévio da doença e erradicação deve ser feita logo no começo, viabilizando salvar a vida do doente

sábado, 28 de novembro de 2009

DÚVIDAS? é bom NÃO tê-las

Em virtude de muitas pessoas não terem muito conhecimento sobre os métodos contraceptivéis, principalmente as adolescentes, que estão engravidando cada vez mais cedo, alegando não terem conhecimentos o suficiente sobre os métodos contraceptivos; recomendamos que procurem visitar o site: http://saude.terra.com.br/interna/0,,OI4089947-EI1497,00-Tire+duvidas+sobre+metodos+para+evitar+a+gravidez.html, pois lá existem 20 questões das quais você pode tirar suas dúvidas.

Abcesso

É considerado um abscesso, o acúmulo localizado de pús, em um tecido, formando uma cavidade delimitada por uma membrana inflamada. O líquido purulento que se forma, ocorre em virtude da desintegração e morte do tecido original, com bastante microorganismos e leucócitos.
Ele é causado por vários agentes patogenicos, com por exemplo: bactérias, alguns microorganismos e até mesmo substâncias químicas.
Um abscesso deve sofer intervenção cirúrgica com o objetivo de aliviar os sintomas e favorecer sua cura.
O abscesso pode ocorrer em qualquer região do corpo(cérebro, osesos, pele, pulmão, músculos,fígado), no entanto, existem alguns tipos que ocorrem com maior relevância, seja por sua frequência ou sua gravidade

Cervicite Crônica

A Cervicite Crônica é causada pela inflamação do colo uterino por uma infecção. Entretanto, em alguns poucos casos, pode ser atribuída a exposição química ou a um corpo estranho, capuz cervical ou diafragma.
Os sintomas mais comuns são:
  • Sangramento vaginal anormal;
  • Relações sexuais dolorosas;
  • Secreção vaginal não usual.

A expectativa de quem tem cervicite, geralmente é simples, se a causa for adequadamente identificada e se houver disponibilidade de tratamento.

Artrite Reumatóide

Doença inflamatória crônica, que pode ocorrer em qualquer idade, afetando principalmente as articulações e os tecidos que as envolvem.
As causas são desconhecidas, mas fatores genéticos e infecciosos podem influênciar. De início a doença é geralmente lenta, mas os sintomas como fadiga, dor articular, fraqueza, perda de apetite podem aparecer.
O tratamento inclui vários medicamentos como corticosteróide, fisioterapia, educação e possivelmente cirurgia, cujo objetivo é aliviar os sinais e sintomas da doença, não existe prevenção, apenas diminuição dos danos que ela pode causar.

Invadopedia

Estrutura celular que se forma nas células malignas, formando progessões que são montadas, e liberam enzimas que se concentra na matriz celular, conseguindo a célula se mover na matriz e se espalhar.

Adenocarcinoma

O termo adenocarcinoma é derivado de "adeno", que significa pertencente a uma glândula; e "carcinoma", que descreve um câncer que se desenvolveu em células epiteliais.Não necessitando fazer parte de uma glândula, mas que tenha funções secretórias.
Ele pode se originar inicialmente como um adenoma que é benigno e evoluir para um a
denocarcinoma que é um tipo de câncer maligno que se origina em tecido glandular.

Exemplos de tecidos onde os adenocarcinomas podem surgir:
  • Mama;
  • Próstata;
  • Esôfago;
  • Cólon;
  • Pulmão;
  • Estômago, entre outros.

Epistase

Epistaxe nome dado a qualquer perda de sangue pelo nariz.
Existem dois tipos: epistaxe anterior(quase junto ao exterior) e a posterior (situada mais no interior e com efeitos mais graves), dentre as duas a mais comum é a anterior.

Tendo como causas mais comuns:
  • Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS);
  • Traumas;
  • Aspiração de ar com baixa umidade;
  • Deformidades anatômicas como desvio de septo.

Menopausa Masculina: ANDROPAUSA.

Ocorre na faixa etária dos 50 anos, devido a diminuição do tamanho doe testiculos e consequentemente queda da produção de testoterona.
A andropausa só é diagnosticada quando a redução de testoterosa é brusca e provoca sinais no organismo, como desinteresse ou preguisa sexual, fadiga, insônia, diminuição da massa muscular, aumento da gordura no organismo e outras.

Menopausa

A menopausa é a parada do funcionamento dos ovários, ou seja, os ovários deixam de produzir os homônios estrônego e progesterona.
Não é uma doença, é apenas um estágio na vida da mulher.A principal caracteristicas da menopausa é a parada da menstruação. No entanto, em muitas mulheres a menopausa se inicia por irregularidade menstruais, as vezes escassas, hemorragias, mais ou menos frequentes.
Não existe idade pré determinada para a menopausa geralmente ocorre entre os 45 e 55anos, podendo ocorrer a partir dos 40 anos sem que isso seja um problema.

Próstata Hiperplasica


Ela macroscopicamente consiste num aumento próstatico, onde os primeiros nódulos são compostos quase inteiramente de células do estroma;posteriormente os nódulos são epiteliais, por está razão os nódulos podem invadir as paredes laterais da ureta e comprimir-la até torna-lá um orificio em fenda.
micróscopicamente: Há uma nodularidade devida a proliferação ou dilatação glândular e proliferação fibrosa ou muscular do estroma.
Veja a diferença de uma normal e uma hiperplasica:

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Intoxicação Alimentar

A intoxicação alimentar é uma infecção causada ao consumir alimentos contaminados com bactérias patogênicas.
A contaminação geralmente decorre do modo inapropriado de manusear os alimentos na hora da manipulação.
Os sintomas da intoxicação alimentar geralmente começa após algumas horas ou então várias horas depois da igestão do alimento, eles podem ser:naúsea, dor abdminal, vômito diarréia,febre dor de cabeça e cansaço.
Na maioria dos casos o corpo é capaz de recuperar-se, porém a intoxicação pode resultar em problemas tão sérios que pode leva até a morte.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

ESTRESSE


O estresse pode ser de natureza física, psicológica ou social, ele é composto de um conjunto de reacções fisiológicas que se exageradas ou de longa duração podem levar a um desequilíbrio no organismo.

Ele pode ser dividido em:

Estresse crônico: aquele que afeta a maioria das pessoas, sendo constante no dia a dia, só que de uma forma mais suave.

Estresse agudo: ele é mais intenso e curto, sendo causado normalmente por situações traumáticas, mas passageiras como por exemplo: a morte de um ente querido.

Enfim, o estresse pode ser causado por vários fatores como, má alimentação, hábito de fumar, ruídos, medo, trânsito, más ele não se restringe somente a esses citados, dentre os diversos fatores o mais marcante no nosso cotidiano é o estreasse do trabalho.

IMUNOHISTOQUÍMICA x IMUNOCITOQUÍMICA

Imunohistoquímica é uma técnica, que envolve anticorpos para identificar uma proteína específica, onde o anticorpo liga-se ao antigeno específico, com a finalidade de observações simultâneas da morfologia do tecido, permindo a interação da morfologia e das informações imunoterápicas.
Imunocitoquímica é um conjunto de técnicas, que se utiliza da interação antigeno-anticorpo, conferindo cores para os compostos que se pretende estudar.
Enfim, essas técnicas são bastante utilizadas para estudos a respeito dos componentes celulares, especialmente sobre tecidos neoplasicos.

Cicatrização



Cicatrização é um processo de respostas inflamatórias, para que ocorra uma regeneração a partir da deposição de tecido fibroso, ela envolve um processo:

  • Indução de uma inflamação, com remoção de tecido danificado;
  • Proliferação e migração de células teciduais parenquimais e conjuntiva;
  • Formação de novos vasos sanguineos(angiogenese);
  • Sintese de proteínas da matriz extracelular(MEC) e deposisão de colágeno;
  • Remoção tecidual;
  • Contração da ferida;
  • Aquisição e resistência da ferida.
Ela pode ser:
  • Primeira Intenção: É aquela que se dá pela união das bordos da ferida, quando não há infecção nem grande perda de tecido;
  • Segunda Intenção: É quando a cicatrização se processa tardiamente, devido as bordas estarem afastadas, com formação de tecido de granulação e posterior epitelização;
  • Terceira Intenção: É aquela em que há sutura da ferida sem infecção que esteja com a cicatriz aberta.

O que são Varizes?


Varizes ou veias varicosas, são veias dilatadas, alongadas e tortuosas, que além de prejudicar à circulação (pela falta de retorno venoso), podem causar dores, cansaço e sensação de peso nas pernas, sem falar da estética que ficar alterada.
As varizes aparecem mais comumentemente nas pernas, devido pressão ser muito grande nelas, sendo necessário em alguns casos cirúrgias, para minimizar os problemas, porém, podem ocorrer em outras partes do corpo.

OBESIDADE


Denomina-se obesidade uma enfermidade caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, associando a vários problemas de saúde. O excesso de gordura corporal não provoca sinais e sintomas diretos ocorrem ao longo do tempo. Independente da severidade, o paciente apresenta importantes limitações estéticas acentuado pelo valor padrão da beleza, que exige uma estética corporal padrão, algumas vezes até menor do que o aceitável normal. Pacientes obesos apresentam extremas limitações, como pr exemplo: o ato de movimentr-se, tendem a ser acometidos por fungos e infecções nas dobras de pele, pelo excesso de gordura, levando a diversas complicações que podem ser algumas vezes gravissímas, além disso sobrecarregam a coluna, quadril, joelhos e tornozelos sem leva em conta as diversas complicações na saúde dessa pessoa idosa, como por exemplo:as alterações cardiovasculares, circulatória, respiratória, entre diversos outros.

Estrias



São lesões longas, lineares e geralmente paralelas decorrentes da ruptura das fibras de colágenose elastina da pele, elas podem ter aparencia vermelhas ou brancas. As áreas do corpo onde aparecem com mais frequência são: as coxas, nádegas, abdomen(gravidez), mamas e dorso do tronco, em homens.
O principal fator para o desenvolvimento de estrias é genético, porém, há outras condições que favorecem o aparecimento das mesmas, como o estiramento da pele durante a gravidez, alteração hormonal na adolescência, uso prlongado e em altas doses de corticosteróides, aumento do peso e crescimento acelerado na puberdade. O sexo feminino tem maior predisposição a desenvolver estrias.

AMILOIDOSE


A amiloidose, é uma patologia na qual ocorre acúmulo de amilóide em vários tecidos, uma substância proteíca rara. Há três tipos de amiloidose:
  • Amiloidose Primária:Causa desconhecida, sendo que a doença pode está associada a alterações das células plasmáticas, como o mieloma múltiplo;
  • Amiloidose Secundária: Resulta de outras doenças (Tuberculose, Artrite Reumatóide, entre outras.
  • Amiloidiose Hereditária: Afeta os nervos e certos órgãos.
O diagnóstico é feito através da técnica micróscopica e uma coloração específica-vermelho congo, embora seja dificultado pela associação da amiloidose a diversas outras doenças devido a grande diversidade de sintomas, o prognóstico é diverso indo desde a inofencidade até a doença terminal.

Doenças Bacterianas

As doenças bacterianas encontram-se distribuídas em todos os ambientes e são fundamentais para o equilíbrio ecológico.
No entanto, se houver um desequilíbrio podem causar várias doenças no ser humano.

Algumas das principais bactérias patogênicas para o homem:
  • Vibrio cholerae (Cólera);
  • Neisseria meningitidis (Meningite Meningocócica);
  • Mycobacterium tuberculosis (Tuberculose);
  • Clostridium tetani (Tétano);
  • Treponema pallidum (Sífilis);
  • Neisseria gonorreheae (Gonorréia);
  • Bordetella pertussis (Coqueluche);
  • Chlmydia trachomatis (Tracoma);
  • Streptococcus pyogenes (Escarlatina);
  • Corynebacterium diphteriae (Difteria);
  • Mycobacterium leprae(Lepra)
  • Leptospira interrogans (Leptospirose); entre outros.

Caxumba


A caxumba é um processo infeccioso ocasionado pelo vírus da caxumba, geralmente assintomático. Caracteriza-se pela inflamação das glândulas salivares (parótida), desenvolvendo-se nos linfonodos, especialmente da garganta, ocorre com mais frequencia em crianças, em adultos em especial os homens pode causar esterelidade.
A transmisibilidade ocorre desde uma semana antes do inchaço da garganta até nove dias depois, os sintomas podem aparecer entre 12 a 25 dias após a contaminação; são eles: Dor de cabeça, Inchaço da garganta, Febre, Calafrios, Dor ao alimentar-se, entre outros.

Sistema TNM

Procedimento que permite classificar um tumor, através da seguinte nomenclatura:

  • T - Tamanho do tumor
  • N - presença de células tumorais nos linfonodos locais
  • M - presença de metástase à distância

Quanto maior essa relação, mais agressivo será o tumor. Atualmente, porém, os oncologistas buscam cada vez mais diferenciar e individualizar o tumor, traçando seu perfil imunohistoquímico (ou seja, características do tumor que fariam células imunológicas reconhecer e destruir células tumorais, bem como características das células tumorais quanto a alguns receptores de membrana celular, que conservam propriedades específicas), relacionando com o perfil genético e com a imunidade tecidual (se ele é mais ou menos resistente a determinadas substâncias).Estudos genéticos têm demonstrado que a agressividade, a sensibilidade à quimioterapia e a probabilidade desse tumor reincidir não dependem apenas do estadiamento TNM. Há casos em que o paciente pode desenvolver um tumor pequeno, sem linfonodo comprometido e sem metástase à distância, mas se aquele tumor tiver determinado perfil genético que predispõe à agressividade, pode apresentar crescimento acelerado ou uma chance maior de recidivar precocemente, mesmo que operado e que submetido à radio ou quimioterapia.

Neoplasia: nomenclatura

Os tumores benignos e malignos têm dois componentes básicos: parênquima que é constituído por células neoplásicas e estroma que é composto por tecido conjuntivo e vasos sangüíneos. A nomenclatura dos tumores é baseada na origem das células do parênquima. Nas neoplasias benignas acrescenta-se o sufixo OMA à célula de origem. Os tumores benignos de células mesenquimais geralmente seguem esta regra. Por exemplo: neoplasia benigna defibroblasto é chamada de fibroma. Como toda regra há exceções, linfoma, melanoma e mielomamúltiplo referem-se a neoplasias malignas. A nomenclatura dos tumores epiteliais benignos é baseada nas células de origem, arquitetura microscópica ou padrão macroscópico. As neoplasias benignas com estruturas glandulares são chamadas de adenomas e, papilomas são tumores epiteliais benignos que produzem projeções epiteliais. As neoplasias malignas de origem mesenquimal recebem o sufixo SARCOMA (sarco = carne) às células de origem. Os tumores malignos de fibroblastos são chamados de fibrossarcomas.As neoplasias malignas de origem epitelial recebem a denominação carcinomas. Os tumores malignos com padrão glandular são chamados de adenocarcinomas.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Brasileiros descobrem tratamento mais barato contra tumores no útero


Pesquisadores brasileiros descobriram um tratamento mais barato que pode evitar as cirurgias para a retirada de tumores no útero. A eficácia já foi comprovada pela agência nacional de vigilância sanitária (Anvisa).Uma técnica mais moderna permite um tratamento alternativo. É a embolização. O médico insere um cateter na artéria que alimenta o tumor e injeta ali uma substância que interrompe a passagem do sangue. Isso faz o tumor murchar. O problema era o preço alto da substância importada.
Aí entraram os pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Eles desenvolveram micro esferas, finas como areia e que diluídas em soro fisiológico funcionam perfeitamente para a embolização, só que a um custo bem menor.
A diferença é enorme. Um frasco importado custa cerca de R$ 500. No tratamento, o médico chega a usar dez frascos no paciente. No Brasil, com R$ 100 é possível produzir um quilo de partículas.

Os grandes miomas, além de dores, provocam perda de sangue, fraqueza, anemia e impedem a mulher de engravidar. Por causa deles, a cada ano, 180 mil brasileiras fazem a cirurgia de retirada do útero. Com essa nova descoberta...tudo isso pode mudar.


Fonte: http://g1.globo.com/

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Um "SHUNT" artério-venoso

Um shunt é uma comunicação anormal entre as câmaras ou os vasos sanguíneos.Os canais anormais permitem que o fluxo de sangue passe da esquerda para direirae vice-versa,dependendo das relações de pressão.Quando o sangue do lado direito do coração penetra no lado esquerdo = Shunt da direita para esquerda.

TROMBO & COÁGULO














TROMBO é uma massa sólida formada pela coagulação do sangue,no interior dos vasos.
COÁGULO,significa massa não estruturada de sangue fora dos vasos ou do coração ou formada por coagulação após a morte (com a parada da circulação, o sangue tende a se coagular no interior do coração e dos vasos).

Diátese Hemorrágica

É definida como uma tendência para sangramento sem causa aparente(hemorragia espontâneas)ou hemorragia mais intensa ou prolongada após um traumatismo.Pode dever-se a uma anormalidade da parede vascular, plaquetas e sistema de coagulação e fibrinólise.Um exemplo bastante conhecido é o escorbuto.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Jeito natural de prevenir cáries


Estudo mostra que o extrato do bacupari, fruta brasileira encontrada da Amazônia ao Rio Grande do Sul, é tão eficaz quanto antissépticos bucais para combater a bactéria que ataca os dentes.

Sofia Moutinho
Ciência Hoje On-line

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Patologicamente falando:Notícias da saúde

O grupo de pesquisadores de Boston, Massachussetts, tentou encontrar uma forma de parar a evolução do câncer e descobriram uma maneira de desarmar uma proteína no organismo que controla o desenvolvimento das células.
A proteína em questão é chamada de Notch. Em laboratório, os cientistas fizeram cópias de parte dela e bloquearam sua função reprodutora. Em seguida, injetaram o material de volta no sangue de ratos com leucemia. As células cancerosas pararam de se multiplicar.
Os testes ainda não foram feitos em humanos e isso deve acontecer em dois anos. Mas os pesquisadores adiantam que a técnica deve funcionar também no controle de câncer de pulmão, ovário, pâncreas e intestino.
Acrescentam que a descoberta de agora já serve como mais um passo para os laboratórios que buscam encontrar um medicamento capaz de combater o câncer, essa doença tão complexa e desafiadora.

FONTE: http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/

É de grande importância estarmos antenados nessas novas pesquisas e descobertas visto que na adoção, adaptação e aplicação do conhecimento existente, permanece uma necessidade substancial de pesquisa para criar novos conhecimentos e tecnologias afim de traduzilos em intervenções efetivas que capacitarão as pessoas a serem saudáveis.
(PATOLOGICAMENTE FALANDO)



quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Assistência de Enfermagem ao Paciente em Estágio Grave ou Terminal.

Estando o paciente em uma emfermaria ou quarto coletivo, deve cercar o leito com biombo, se o paciente estiver bastante agitado, tem que fazer a contenção e se necessario usar o leito gradeado, tendo que manter um cuidado redobrado com este paciente, controlando os sinais vitais, sonda, drenagem, soro, oxigênio, venóclise e administração correta da medicação prescrita. Em caso de paciente inconciente, deve estar mudando de posição para evitar úlceras, fazer asseio dos curativos, mantê-lo limpo, se houver qualquer alteração deve-se comunicar imediatamente a equipe médica.
Esses procedimentos são importantíssimos para a recuperaçao do paciente.


Referências:
Principios Básicos de Enfermagem
Dr. Marcus Lomba.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Doenças Causadas por Carência Nutricional


As carências nutricionais podem ser simples ou múltiplas, segundo o grupo da FAO/OMS, desnutrição indica o estado patológico causado por consumo deficiente de alimentos e por ingestão calórica inferior às necessidades, durante um período prolongado.

A carência nutricional pode ser:


  • Primária (ingestão insuficiente de alimentos);

  • Secundária (anormalidades de utilização dos nutrientes ingeridos).

A falta de proteínas, lipídeos, carboidratos,fibras, vitaminas(A, C, D, E, K...), minerais, podem causar doenças, como por exemplo: osteoporose, anemia, desnutrição exagerada (caquexia), entre outros.

ISQUEMIA

Isquemia é a redução ou parada do fluxo sanguíneo em algum órgão, ela pode ocorrer de forma rápida(trombo)ou lenta(placa de aterosclerose).
Normalmente o sangue vive distribuído de maneira normal,sendo que a falta de sangue mesmo pouco causa isquemia que pode ser provocada por:
  • Diminuição da pressão arterial e veias;
  • Obstrução da luz vascular;
  • Aumento da viscosidade do sangue.

Ela pode ser de carater:

  • Isquemia relativa temporária;
  • Isquemia subtotal temporária;
  • Isquemia absoluta temporária;
  • Isquemia persistente.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Nova recomendação em situação de emergência

Priorizar a massagem cardíaca numa situação de emergência, vai ser uma orientação mundial a partir do ano que vem. Aqui no Brasil, essa novidade pode mudar um número assustador: 95% das pessoas que sofrem um ataque cardíaco repentino, morrem antes de chegar aos hospitais.
Pesquisas americanas recentes mostram que a massagem aumenta em três vezes as chances de vida. “Ela é a única que aumenta a circulação sanguinea. Se você interromper pra fazer a respiração boca a boca, vai interromper o fluxo sanguineo”, diz o cardiologista Sérgio Timmerman. “Se você interrompe o fluxo sanguineo, não está dando sangue para o cérebro e para o próprio coração.” A compressão no tórax deve ser feita sem interrupções até a pessoa voltar a dar sinais de vida. Cada minuto da parada cardíaca reduz em 10% as chances de sobrevida. A partir do quarto minuto, o comprometimento cerebral pode ser de 50%.

Leia mais: http://g1.globo.com/

Cuidados de Enfermagem no choque hipovolêmico

. Controle rigoroso da pressão arterial (PA);

. Reposição dos volumes dos líquidos perdidos:
- Sangue total – no choque hemorrágico;
- Plasma e Albumina Humana – Perda de Proteínas;

- SF a 0,9% e Ringer Simples ou Lactato – Perda de água e eletrólitos ou para complementação da reprodução volêmica, enquanto se espera líquido mais adequado para o caso;
- Dextran, Haemaccel e outros expansores plasmáticos – usado em substituição ao plasma, ou albumina, ou mesmo ao SF 0,9% em caso de necessidade de grande volume de reposição.


. Administração de drogas vasoativas quando a reposição do volume não responda no paciente.

. Preparo do paciente para cirurgia em caso de
hemorragia persistente, ex.: trauma que requer correções cirúrgicas;

. Administração de anti-hemorrágicas prescrito pelo médico;


. Controle e vigilância constantes no gotejamento das drogas vasoativas para manutenção da PA em níveis aceitáveis.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

CHOQUE

O choque progressivo, os mecanismos compensatórios não são
suficientes para elevar a pressão arterial para níveis tais que o débito cardíaco
seja preservado. A queda no débito cardíaco leva a um processo de hipóxia
generalizada, que acaba por agravar o quadro: a diminuição na nutrição
cardíaca leva a um menor débito, o qual leva a um menor suprimento
coronário, maior hipóxia do miocárdio e assim sucessivamente.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Corpo em obras


É como se a gente chamasse um encanador e um pedreiro para consertar um cano que estourou na cozinha. Primeiro, o encanador estanca o vazamento. Em seguida, o pedreiro cimenta a parede e deixa tudo novinho.
É mais ou menos isso que acontece no nosso organismo na região de um machucado.O tempo que vai durar essa empreitada depende de vários fatores: a gravidade do corte, as condições de saúde da pessoa e o jeito como a ferida é tratada.

Enquanto algumas substâncias estancam o vazamento de sangue, outras reconstroem o tecido:

1- Quando você faz um machucado que ultrapassa a camada da pele que mede de 1 a 4 mm, vasos sanguíneos podem ser cortados. O sangue que se espalha pelo local contém várias substâncias, de glóbulos vermelhos (que transportam oxigênio) às plaquetas (responsáveis pela coagulação)

2- Imediatamente o organismo direciona mais plaquetas para a região e tem início a produção de fibrina, substância que só se forma no sangue quando um vaso é rompido. As plaquetas se juntam nas pontas dos vasos cortados e atuam como um tampão, parando o sangramento em alguns minutos. A fibrina age como a cola dessa união de plaquetas

3- A defesa da região leva cerca de três dias e é feita pelos glóbulos brancos. Essas células sanguíneas destroem seres estranhos que entraram no corpo pelo machucado, como bactérias.
O processo de defesa deixa a ferida inflamada alguns dias. Nesse período também aparece a “casquinha” do machucado, que é simplesmente o sangue coagulado e ressecado.

4- Após a ação dos glóbulos brancos, vem a limpeza geral. Entram em cena os macrófagos (um tipo de célula presente na pele), que “engolem” células mortas e as últimas bactérias que restaram.
Ao mesmo tempo, cresce o fluxo de sangue na região, dando origem àquela vermelhidão típica de machucado. Com mais sangue, multiplicam-se as células na porção superficial da pele.

5- A irrigação sanguínea extra também traz algumas células chamadas fibroblastos, que produzem um tipo especial de tecido: o colágeno. Aliado à multiplicação das outras células da pele, o colágeno forma novas fibras. São essas fibras que se juntam para fechar de vez a ferida, o que ocorre de fora para dentro do machucado.

6- Cerca de duas semanas após o acidente, a ferida já está totalmente coberta com uma nova camada de pele. No máximo, dependendo da gravidade do corte e do organismo de cada pessoa, restará no local uma pequena cicatriz para lembrar o acidente.

domingo, 25 de outubro de 2009

Quelóide



O acúmulo excessivo de colágeno pode levar a uma cicatriz elevada(hipertrófica), ou melhor um quelóide. Que é formado pelo excesso de tecido conjuntivo denso em cicatriz cultânea a qual adquire volume considerável, com fibras colagenas irregulares, grossas e formando feixes distribuidos ao acaso. Sua cor varia de rosea claro a vermelho, sendo mais comum em pessoas que tem uma pigmentação maior geralmente em pessoas de 10 a 30 anos. Podendo ser removida através de cirúrgias.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Osteoporose


Por o cálcio e o fósforo serem os dois minerais básicos da matriz do tecido ósseo existirem em grande quantidade no nosso corpo, com a idade avançada pode haver uma perda natural da densidade dessa massa ossea, o que enfraquece os óssos por conta da perda do cálcio, principalmente,predispondo-os a fratura(osteoporose),muito comum nas mulheres, especialmente apartir da menopausa, com a diminuição dos níveis hôrmonais feminino(estrógenos).
Tendo maior risco,nas pessoas que fazem dieta pobre em cálcio, vitamina D, tem vida sedentária, faz uso de álcool ou até mesmo fatores genéticos, podem causar a osteoporose.
É importante se prevenir desse problema, pois uma vez instalado ela se torna irreversível.

Esteróides Anabolizates


São substâncias semelhantes aos hormônios sexuais masculinos,onde estimulam a síntese de proteínas no corpo.Quando se administra esteróides anabolizantes tanto em homens como em mulheres o efeito é muito rápido,aumentando a massa muscular devido ao aumento da síntese de proteínas.
As consequências de quem utiliza esses hormônios são frequentemente,no homem redução no tamanho dos testículos,e diminuição de produção de espermatozóide,nas mulheres aumento anormal dos pêlos,e em ambos aumento de peso,fome,ansiedade e a longo prazo pode desenvolver graves tumores no fígado.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

EDEMA PULMONAR


O edema pulmonar é um acúmulo anormal de líquido intersticial nos espaços intersticiais e alvéolos dos pulmões. O edema pode surgir da permeabilidade aumentada dos vasos capilares pulmonares ou da pressão capilar pulmonar aumentada, devido a insuficiência cardíaca congestiva. O sintoma mais comum é a respiração dolorosa ou forçada.

PATOLOGIA AMBIENTAL


O termo patologia ambiental tem sido utilizado para indicar o estudo das doenças causadas por contaminantes ou poluentes do ambiente, produzidas essencialmente por substâncias originadas da atividade humana. Entre os vários agentes, encontramos agressões químicas, uso abusivo de drogas, aditivos dos alimentos e contaminantes naturais.

Palestra HIV/AIDS Wesley J. C. Coelho

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Raquitismo


Raquitismo é uma doença decorrente da mineralização inadequada do osso em crescimento, ou seja, da placa epifisária. A causa predominante é a deficiência de vitamina D, seja por exposição insuficiente à luz solar ou baixa ingestão através da dieta; mas a deficiência de cálcio na dieta também pode gerar um quadro de raquitismo.

Dieta e luz solar

O tratamento envolve níveis aumentados de fósforo, fosfato e vitamina D na dieta. A exposição aos raios solares ultravioletas, azeite de oliva e ergosterol, são fontes de vitamina D.

Sistema de monócitos-macrófagos na resposta inflamatória crônica

Acredita-se que os macrófagos sejam, em sua maioria, células de diferenciação terminal, embora alguns pareçam ter capacidade de multiplicação limitada no interior dos tecidos. Alguns dos fatores secretados por macrófagos ativados atraem outros macrófagos circundantes e monócitos sanguíneos, entretanto, o movimento relativamente lento e o pequeno número dessas células limitam a velocidade de sua resposta. Na maioria dos casos ocorre pouco ou nenhum aumento concomitante na produção medular ou na concentração sanguínea dessas células. Em geral, devem transcorrer 7-10 dias para que um número significativo de macrófagos alcance o local de lesão. Sua presença (habitualmente acompanhada de linfócitos) define um padrão de resposta do hospedeiro conhecido como Infamação Crônica ou Hipersensibilidade do tipo tardio.

Hipertiroidismo


Hipertiroidismo é uma doença da glândula tireóide, na qual a glândula produz em excesso os hormônios estimula em excesso o metabolismo quanto exacerba os efeitos do sistema nervoso simpático, causando aceleração de vários sistemas corporais e sintomas que se parecem como uma sobredose de epinefrina (adrenalina). Podem ocorrer uma variedade de manifestações clínicas como taquicardia, perda de peso, nervosismo e tremores.

Hemorragias




Hemorragia ou sangramento é a perda de sangue do sistema circulatório.
Que podem ser classificadas em:
Hemorragia Classe I : perda de até 15% do volume;
Hemorragia Classe II : perda de 15 a 30% do volume;
Hemorragia Classe III : perda de 30 a 40% do volume;
Hemorragia Classe IV : perda de mais de 40% do volume.

Pesquisa do Instituto Butantan usa saliva de carrapato-estrela contra câncer


Da saliva do carrapato-estrela (Amblyomma cajennense), a ciência conhece apenas os efeitos nocivos. A febre maculosa, doença muitas vezes fatal, é transmitida pela picada do aracnídeo. Da mesma substância, porém, podem sair novos medicamentos contra o câncer, além de anticoagulantes. Há seis anos, pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo, trabalham no desenvolvimento de uma droga que possa ser utilizada com as duas finalidades.
O prognóstico é animador, analisou-se a sequência de genes da glândula salivar do carrapato, responsável pela produção de uma proteína anticoagulante.Testando a proteína em células de vaso sanguíneo para medir seu nível de toxicidade, descobriu-se que a substância é segura para células saudáveis, mas fatal para células tumorais. O experimento foi então extendido a camundongos que tiveram melanomas (câncer de pele) induzidos, e o resultado surpreendeu os pesquisadores.
Algumas das explicações que os cientistas buscam agora são como funciona a ação pró-coagulante de alguns tipos de tumores – como o melanoma e o de pâncreas – e a inibição de mecanismos de divisão celular. “Essa relação é um grande achado, pois quando você retira sangue desses tumores pode ver ele coagular ainda na seringa”, diz a pesquisadora farmacêutica Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, coordenadora do estudo.

Leia mais:http://g1.globo.com - Ciência e Saúde.

Acalasia



Acalasia é uma alteração neuromuscular hipertônica do mecanismo esfincteriano da cardia, causando dificuldade de passagem do alimento do esofago para o estômago e podendo evoluir com dilatação do esôfago.


Esse distúrbio é caracterizado pela perda das contrações em onda dos músculos lisos que forçam a comida através do trato digestivo peristalse. Essa condição também inclui espasmos da válvula esfincter que liga o esôfago ao estômago por falta de relaxamento e pela falta de estimulação nervosa do esôfago. As causas incluem danos aos nervos do esôfago, infecções por parasitas e fatores hereditários. A acalasia pode ocorrer em qualquer idade, mas aumenta em freqüência com o avanço da idade.
Sintomas:
Dificuldade de engolir alimentos e liquidos;
Dor no peito;
Perda de peso;
Vômito com sangue;
Azia;
Escorrimento de saliva;
Tosse





Hipotiroidismo ou hipotireoidismo


Hipotiroidismo ou hipotireoidismo é um estado doentio causado pela produção insuficiente de hormônio tiróide.

Há várias causas distintas para o hipotiroidismo, sendo que a mais comum é a tiroidite de Hashimoto. Outra causa comum é a terapia com radioiodo para o hipertiroidismo. A deficiência de iodo na dieta também pode causar hipotiroidismo, porém sua prevalência tem diminuido em todo o mundo devido aos programas governamentais de adição de iodo à alimentação (especialmente ao sal de cozinha). Neste caso em que existe uma deficiência de Iodo na alimentação que causa o referido hipotiroidismo, a menor taxa de T3 e T4 circundantes no sangue vão estimular a produção de TSH sendo a causa de hipertrofia da tiróide, chamado de [bócio] por defeciência de Iodo. O hipotiroidismo é uma complicação comum na Síndrome de Down.

Sintomas do hipotiroidismo
Adultos

Fala lenta e rouca para algumas pessoas, memória prejudicada, pele seca, cabelo seco, sensibilidade aumentada ao frio e calor, obesidade e ou ganho de peso, depressão (especialmente grave em idosos), anemia, metabolismo muito lento, obstipação (prisão de ventre), fadiga, falta de fôlego, necessidade de sono aumentada, perda de desejo sexual, dor em articulações e músculos, palidez, irritabilidade, ciclos menstruais anormais, infertilidade ou dificuldade de engravidar, colesterol elevado. Perda da auto-estima. Mau-humor acentuado. Dor de cabeça, mudanca de apetite (comer demais ou de menos). Dificuldade de concentração. Queda ou aumento de pressão. Caso haja muita alteração dos níveis pressóricos o cardiologista deve ser consultado.
[editar] Crianças

Idade muito nova: vontade constante de defecar, constipação, ronco, sono em excesso. Fase em que começa a andar: abdome protuberante, pele seca, dentes demorando a nascer. Depois de começar a andar: falta de crescimento normal, estatura anormalmente pequena para a idade, inteligência abaixo do normal para a idade.

GOTA


Gota é uma doença reumatológica, inflamatória e metabólica, que cursa com hiperuricemia (elevação dos níveis de ácido úrico no sangue) e é resultante da deposição de cristais de ácido úrico nos tecidos e articulações.